Descubra como a saúde 4.0 está revolucionando o atendimento

Descubra como a saúde 4.0 está revolucionando o atendimento

É possível realizar um paralelo entre saúde e a história mundial? O tema desse texto prova que sim. Pensar na saúde 4.0 como uma grande revolução não seria um equívoco e, para melhor compreensão, vamos elucidar brevemente sobre esses marcos históricos.

Na 1ª Revolução, existiu um foco nas máquinas a vapores e teares mecânicos. Já na 2ª, os grandes adventos figuraram como eletricidade, petróleo e produção em massa. No âmbito da 3ª, a computação ocupou o lugar de prestígio e na 4ª, a produção inteligente foi associada à Internet das Coisas (IoT) e Big Data.

Mas, afinal, como a 4ª Revolução Industrial se aplica na área da saúde? Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

A conceituação de saúde 4.0

A princípio, é fundamental conceituar o termo saúde 4.0 a fim de compreender melhor as suas aplicações. Partindo do pressuposto já explorado acerca das Revoluções Industriais, o atual período da área da saúde conta com a digitalização dos processos.

Portanto, a tecnologia se mostra como uma aliada fundamental na assistência em saúde, auxiliando no trabalho dos profissionais e proporcionando uma melhor experiência para os usuários dos serviços.

Contudo, é um equívoco pensar que o único princípio do investimento visa os diagnósticos e tratamentos. A saúde 4.0 busca, principalmente, prevenir patologias e assegurar para os pacientes a sensação de bem-estar.

As revoluções tecnológicas decorrentes da saúde 4.0

Uma vez esclarecidos o conceito e os objetivos da saúde 4.0, entenda algumas aplicações do recurso.

Internet das coisas

Internet of Things, em inglês, retrata a conexão de objetos com as redes mundiais. Como isso é feito? Simples, utilizando os chamados wearables: equipamentos que se conectam com a internet e estabelece um fluxo de dados.

A aplicação do recurso é fundamental para a prática do monitoramento remoto. Dessa forma, os aparelhos podem contabilizar parâmetros essenciais no acompanhamento de doenças, como pressão arterial, glicemia, frequências cardíaca e respiratória, dentre outros. Além da aferição, os valores obtidos são enviados para os médicos realizarem o acompanhamento necessário.

Big Data

Diante do grande fluxo de dados que permeia o cotidiano, é importante que eles deixem de representar medidas abstratas e se tornem verdadeiras fontes de informações. O recurso chamado Big Data consegue extrair esse caráter dos parâmetros, sendo fundamental para redução de tempo e custos com pesquisas.

Software médico em nuvem

É verdade dizer que o software médico é fundamental para o sucesso de instituições de saúde, desde consultórios e clínicas até grandes centros. Com o intuito de potencializar suas funcionalidades ele pode ser associado com a nuvem.

Por conseguinte, é permitido o acesso remoto de acordo com as respectivas permissões, melhorando a acessibilidade e garantindo a segurança de que os dados estarão salvos em um armazenamento que não seja essencialmente físico.

O que esperar da saúde 4.0

As inovações vinculadas com o processo de saúde 4.0 já se fazem presentes em algumas situações. Porém, é fato que sua implementação requer tempo e preparo por parte dos profissionais e dos estabelecimentos para se adaptarem.

Diante da cultura existente no setor, é necessário quebrar com algumas práticas tradicionais, o que pode figurar como um grande desafio. Nesse sentido, os benefícios obtidos devem ser valorizados, como a automatização de processos, o aumento da precisão diagnóstica e o enfoque na prevenção de doenças.

Concluímos, enfim, que saúde 4.0 é muito mais que um termo ou um conceito, mas sim uma prática que deve ser implementada, visto que proporciona grandes avanços nos cuidados para com a sociedade e na relação saúde-doença. Embora já seja aplicada, requer maior desenvolvimento e adesão por parte de profissionais e estabelecimentos.

Com as informações acima, você consegue se lembrar de mais alguma revolução tecnológica que retrate a saúde 4.0? Conte para nós nos comentários!

Dê-nos sua opinião